Tudo sobre a Agricultura Biológica
Sexta-feira, 17.06.11

O ‘Dia Aberto da Agricultura Biológica’ decorreu ontem no Mosteiro de Tibães sob direcção da‘Agrobio’ - Associação Portuguesa de Agricultura Biológica.
Nelson Silva, director do departamento técnico da associação, considera que a realização do encontro “é um marco importante” na promoção e divulgação da agricultura biológica. “Vamos realizando estes ‘Dias’ ao longo do ano em diversos pontos do país”, refere o responsável, realçando que a organização procura salientar as características da agricultura de cada região por onde passa.

Na região minhota, Nelson Silva aponta os sectores da horticultura e da produção do leite como sendo “bastante importantes”. De acordo com o responsável, o sector do Norte do país tem aceite a produção agrícola biológica. “Por existir o minifúndio, é uma alternativa para as pessoas ‘produzirem local e consumirem local’”, valorizando o produto final e garantindo a sustentabilidade da própria exploração, como refere Nelson Silva.

O responsável revela, ainda, que várias autarquias têm contactado a associação no sentido de promover a criação de hortas urbanas biológicas, iniciativa que Nelson Silva considera ser um “contributo social importante que conta cada vez mais para a sustentabilidade da pró-pria família”. 

“São produtos de qualidade para a saúde do ambiente e do homem” 

Contando 25 anos de existência, a Associação Portuguesa de Agricultura Biológica ‘Agrobio’ defende que a produção agrícola biológica apresenta-se como uma alternativa ao mercado convencional, porque “é o produtor que vende directamente o seu produto”.
Nelson Silva, director do departamento técnico da associação, classifica o produto biológico como sendo um “produto de qualidade quer para a saúde do ambiente, quer para a saúde do homem”.

“Quando as explorações são pequeninas e estamos a sujeitá-las ao sistema convencional, isto é, agrupar e depois colocar nas grandes superfícies, o valor por quilo dos produtos é bastante baixo”, revela o responsável, acrescentando: “isso torna-se insustentável para as pequenas explorações.”

De acordo com Nelson Silva, é necessário divulgar mais o tema através, nomeadamente, de mostras dos “bons exemplos em prática” para que cada vez mais produtores e agricultores adiram à agricultura biológica.

“Ainda há muito para crescer e há muito produto que pode ser trabalhado dentro deste modo de produção”, realça o responsável, salientando que “há cada vez mais mercado interessado”, um reflexo da consciencialização dos públicos para a importância dos produtos biológicos.
Na opinião de Nelson Silva, “quando uma pessoa está a comprar um produto biológico, não está só a tomar conta de si, mas também está a tomar conta do ambiente que o rodeia”, visto que os produtos são já “produzidos respeitando também o ambiente”.

fonte:http://www.correiodominho.com/

publicado por adm às 22:56 | link do post | comentar | favorito
pesquisar neste blog
 
links