Tudo sobre a Agricultura Biológica
Domingo, 29.05.11
À medida que vai descobrindo mais sobre a agricultura biológica, pode tornar-se bastante frequente que entre em contacto com informação duvidosa ou conflituosa. Talvez tenha lido ou ouvido algumas das declarações mencionadas mais abaixo e questionou-se sobre se seriam facto ou ficção. Leia para descobrir as respostas.

“Os produtos de agricultura biológica não são de tão boa qualidade como outros alimentos e bebidas”

Falso

Apesar dos agricultores e outros actores ao longo da cadeia de abastecimento da agricultura biológica utilizarem métodos diferentes dos de outras formas de produção de alimentos, eles concentram-se na produção de alimentos e bebidas da mais alta qualidade, com um sabor apelativo e vantagens nutricionais. Os alimentos de agricultura biológica são produzidos de acordo com os mesmos padrões de qualidade que os outros alimentos e cumprem a Lei Geral da UE para os Alimentos. A diferença está em que em vez de utilizarem factores de produção tais como pesticidas de síntese para combater pragas e infestantes, os agricultores biológicos privilegiam a adopção de métodos preventivos, tais como as rotações de culturas e o cultivo de variedades resistentes. Em vez de usarem conservantes e intensificadores de sabor artificiais, os agricultores e transformadores biológicos procuram manter os seus produtos tão frescos quanto possível, produzindo frutas e vegetais da época e vendendo em mercados locais e regionais.

“Os produtos de agricultura biológica têm um sabor diferente de outros alimentos e bebidas”

Inconclusivo

Alguns consumidores alegam que os alimentos biológicos são mais saborosos, embora vários estudos realizados na UE que avaliam o sabor relativo de alimentos biológicos e não biológicos não tenham encontrado provas conclusivas que apoiem estas alegações. No entanto, cada vez mais chefes de renome estão a optar por utilizar ingredientes biológicos nas suas refeições e a agricultura biológica produz uma maior variedade de espécies de plantas e animais, permitindo assim que consumidores, como você, tenham a oportunidade de descobrir novos sabores e experiências à mesa. É também importante lembrar que os agricultores e produtores que seguem uma agricultura biológica não afirmam que os seus produtos são mais saborosos do que os outros, mas apenas que têm um sabor autêntico porque são produzidos de forma natural.

“Os produtos de agricultura biológica são mais caros do que outros alimentos e bebidas”

Verdade

Na produção biológica, devido a um tempo de produção mais longo, à necessidade ocasional de mais mão-de-obra, a uma separação cuidadosa dos produtos convencionais, a uma menor escala das operações de transformação e distribuição e a controlos e certificações mais rigorosos, os operadores, para terem viabilidade económica, têm que transmitir estes custos de produção mais elevados através da cadeia de abastecimento até aos consumidores. Mas este custo pode ser considerado como um prémio pela qualidade dos produtos que foram produzidos de acordo com princípios desejáveis tais como a protecção ambiental, o bem-estar animal e benefícios sócio-económicas.

“Os sistemas de agricultura biológica são menos produtivos e requerem o uso de mais terra para cultivo”

Inconclusivo

Os cientistas ainda não chegaram a uma conclusão sobre se a produtividade da agricultura biológica é menor que a de outros sistemas agrícolas. Vários estudos foram realizados argumentando, quer que a produtividade seria menor, quer o contrário. Um estudo que encontrou níveis comparáveis de produtividade entre os sistemas biológico e convencional é o frequentemente citado relatório da Universidade de Cornell (en) nos EUA, baseado numa experiência do instituto Rodale. Esta experiência, que durou 22 anos, concluiu que a agricultura biológica tem produtividades de trigo e soja idênticas às da agricultura convencional, mas usa menos 30% de energia, menos água e nenhum pesticida de síntese.

“A existência de um grande número de logótipos de agricultura biológica na UE significa que não existem normas comuns para a produção biológica.”

Falso

Há de facto um grande número de logótipos de agricultura biológica que figuram nos alimentos e bebidas de toda a UE, incluindo o logótipo da UE para a agricultura biológica e os logótipos utilizados pelos diferentes Estados-Membros. Estes logótipos na verdade garantem que os produtos que os ostentam cumprem com as normas rigorosas da produção biológica nos diferentes Estados-Membros e são utilizados para facilitar a identificação dos produtos de agricultura biológica pelos consumidores. O Regulamento da UE relativo à agricultura biológicafoi concebido para ser um sistema de regulamentação aplicável a toda a UE mas que, apesar disso, dá primazia aos esforços de marketing específicos de cada país. Os logótipos nacionais e privados, que são bem conhecidos pelos consumidores no seu país continuarão a ser colocados nos produtos, mas o uso do logótipo da UE para a agricultura biológica, que não é actualmente obrigatório, irá passar a sê-lo como parte das normas do novo regulamento.

fonte:http://ec.europa.eu/

publicado por adm às 19:31 | link do post | favorito

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds