Tudo sobre a Agricultura Biológica
Domingo, 29.05.11

Surge na forma de um movimento contrário à agricultura industrializada, que pretende reintegrar as actividades humanas na capacidade de carga dos ecossistemas e é a corrente mais amplamente (re)conhecida de agricultura sustentável.

A agricultura biológica não usa produtos de síntese química nas explorações, como os fertilizantes e pesticidas sintéticos, e dá especial importância à manutenção da fertilidade do solo. O movimento da Agricultura Biológica desenvolveu e recuperou uma alternativa à agricultura convencional, conseguindo promover a agricultura biológica de ideia revolucionária e excêntrica a modo de produção apoiado oficialmente pelas políticas agrícolas da maioria dos países ditos desenvolvidos. Na União Europeia, é o Regulamento 2092/91 modificado que define o que é considerado ser agricultura biológica. A definição da agricultura biológica pelo não-uso de certos factores de produção é considerada limitativa por muitos defensores da agricultura sustentável, que, por isso, preferem apoiar e desenvolver outras correntes de agricultura sustentável, como a agricultura biodinâmica e a permacultura.

Vantagens / desvantagens da agricultura biológica / Orgânica

De seguida iremos dar a conhecer algumas das vantagens / desvantagens do consumo de produtos provenientes da agricultura biológica e quais os benefícios que estes trazem para o meio ambiente.


Vantagens:

 

  • Ausência de restos de pesticidas, para uma alimentação mais saudável e natural;

  • É uma produção que utiliza os produtos naturais como uma ferramenta imprescindível no tratamento das explorações, aumentando deste modo a biodiversidade local;

  • A produção requer maior mão-de-obra que a produção convencional, pelo que no âmbito local os benefícios são evidentes;

  • Devido à utilização de fertilizantes orgânicos de baixa solubilidade, e empregues nas quantidades exactas, diminuiu a contaminação de águas subterrâneas e solos;

  • A não utilização de pesticidas contribui para uma melhor qualidade do ar;

  • Os produtos derivados de uma produção ecológica, segundo os defensores, são mais ricos a nível nutritivo que os produtos provenientes de explorações convencionais.


Desvantagens:

  • Em geral os alimentos ecológicos resultam de uma qualidade inferior no que diz respeito à sua aparência (brilho, tamanho, etc.), apesar do aspecto estes produtos contêm o valor nutritivo necessário para a nossa dieta quotidiana;

 

  • Em alguns casos a sua conservação tem uma durabilidade mais reduzida que os produtos convencionais;

 

  • São produtos um pouco mais caros devido aos sistemas produtivos serem mais lentos e necessitarem de mais mão-de-obra.


    fonte:http://pelanatureza.pt/

publicado por adm às 19:37 | link do post | favorito

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds